quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

New perspective


Sem mais limites de tempo,sem mais desculpas para cumprir promessas,sem mais obrigações para se prender.Posso esquecer a rotina,os deveres e a preocupação.Uma nova perspectiva está se formando e a melhor escolha é segui-la.

Tem como base o passado e se espelha quase totalmente em seu oposto.É incerta e quando me falta coragem para aceitá-la,ela exibe,cruelmente,todos os meus erros passados.Desse modo ela ergue minha cabeça e me convence a acreditar em algo novo.

Ela faz alguns planos e separa experiências incríveis,quase impossíveis.Tento ignorá-la,mas é totalmente ineficaz a tentativa de não ceder aos sonhos encantadores que ela elabora,"sonhar não custa nada,por enquanto é de graça",ela consegue enfiar,facilmente,essa ideia na minha mente.

Quando ela me oferece uma nova ideia e eu nego,ela diz:"permita-se",quando ela inventa algo novo e eu digo que não combina comigo,ela sugere:"reinvente-se".E esse é o melhor nela,não importa quem eu fui,o que fiz e o que combina comigo,tudo é permitido para ela,não há regras.Ela sabe o que é melhor pra mim.Todas aquelas coisas que eu quis fazer,mas adiei,todos os desejos reprimidos por insegurança,todo covardia que me manteve parada.Ela é a voz que eu evitei escutar por muito tempo, a atenção que eu deixei de receber,a vontade que eu fingi não ter.Eu posso ser quem eu quiser com ela,eu posso ser eu.

Acredito sim que é muito perigoso abraçar uma nova perspectiva assim,tão drástica e momentânea,mas ela tem os melhores argumentos e é totalmente insistente.Quando tento dispensá-la,ela afirma que estou completamente errada e me assegura de que não tenho nada a perder."São só experiências",essa é sua frase mais comum e ela permanece rígida e segura sempre que diz isso.Termina sendo breve e clara,diz que devo apostar nela e que se eu não abraço uma nova perspectiva,a antiga sempre virá à tona e jamais poderei consertar a vida errônea que levo.


10 comentários:

тнαтá *---* disse...

TO ROSA CHICLETE! Que lindo :oooo



Tchaol , adoreei...
faaãz um coomentario no summer , faz tanto tempo que você num passa laá

Gabi Petrucci disse...

Todo dia é dia de reinventar-se! :D

Luh* disse...

decidir é complicado!

Minnie_ disse...

Gosto de novas perspectivas. Elas nos tornam pessoas melhores.
Mas aprendi a não seguir perspectivas da minha cabeça somente. Aprendi a seguir amigos, e te garanto que o gosto é muito bom.
Lindo texto.
Um grande beijo, flor!

Milena' disse...

acho que é isso aí, nem sempre a nova perspectiva é melhor que a antiga. mas por ser nova, nos dá a oportunidade de aprender, de viver novas experiências, de arriscar.
:*

Bill Falcão disse...

Essa nova perspectiva aí parece que é uma boa, hein, Laís? Vamu lá!
Bjooooooooo!!!!!!!!!!

anne. disse...

adoreiii (L)

Silvana Nunes .'. disse...

Salve !
Em busca de leitores e de petrocínio para o meu blog, estou aqui para convidá-lo a conhecer "FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER...", em http://www.silnunesprof.blogspot.com
Professora e pesquisadora da cultura brasileira, acredito num mundo melhor com menos violência através do exercício da leitura e da reflexão.
O afeto e a educação continuam sendo o maior bem que podemos deixar para os nossos filhos. Com amor, toda criança será confiante e segura como um rei, não se violentará para agradar os outros e será afinada com o seu próprio eixo. E se transformará num adulto bem resolvido, porque a lembrança da infância terá deixado nela a dimensão da importância que ela tem.
Além disso, divulgar esse imenso país com suas belezas naturais e multiplicidades culturais têm sido outra de minhas metas, afinal ninguém pode amar aquilo que não conhece, não é verdade. Eu me apaixonei pelo Brasil aos 12 anos, depois de ler "O Auto da Compadecida", de Ariano Suassuna para fazer uma peça de teatro na escola onde estudava - Chicó foi o meu primeiro amor. Penso que falta ao povo brasileiro conhecer mais o seu país. Ultoimamente temos visto tantos escândalos na TV, dinheiro em mala, en cueca, em bolsa, escondidos até em meia...tanta gente passando necessidade e essa raça de políticos desviando milhões dos cofres públicos, deixando o povo a mercê da própria sorte. Uma total falta de respeito para com o seu país. Falta a essa gente o sentimento de pertencimento, afinal o Brasil ainda é o melhor lugar para se morar.
Bem, se você achar a minha proposta coerente, VAMOS TODOS JUNTOS NA LUTA POR UM MUNDO MELHOR.
Atualmente moro dentro de um pedacinho da Mata Atlântica, ruídos aqui só o canto dos pássaros, o Curupira,do Caruara, a Pisadeira ... vez por outra o Saci aparece aprontando das suas. Devido a localidade ser muito alta, o sinal que chega do meu 3G é muito precário, nem sempre posso estar online. Alé, disso tenho outro probleminha: os relâmpagos. Espero que compreenda as diversas limitações de quem escolheu viver no meio do mato e, na medida do possível, vou respondendo os e-mails que chegam e atualizando o meu blog FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
Se você ainda não o conhece, dê uma chegadinha por lá, é só clicar no link em azul. Deixe para mim o seu comentário.
Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre e que os bons ventos soprem a seu favor neste ano de 2010 que se inicia.
Saudações Florestais !
Silvana Nunes.'.

Milena' disse...

férias desde novembro, meu sonho, ahsuahsuahsuha
e aí, a positividade anda aflorando?
:*

Bill Falcão disse...

Recesso de fim de ano??
Bjooooooo!!!!!!!!