sexta-feira, 1 de julho de 2011

Para sempre jovem


Não costumo concordar quando dizem que o tempo está passando rápido,geralmente agradeço já que estou sempre à espera de algo - viagem nas férias,evento no próximo mês,sair da escola- quanto mais próximo do futuro,melhor.Mas então,os mais velhos me atormentam com suas constatações sobre o envelhecimento e exaltação da juventude (a mocidade só ocorre uma vez,como disse Oscar Wilde).As preocupações dos mais velhos em recuperar um pouco da vida jovem nada convêm com as neuroses que eles mesmos impõem aos jovens.Nunca se estuda suficientemente,o esforço é pouco,a concorrência está sempre à frente e nesse ritmo não se chega a lugar nenhum - e assim se espera que aproveitemos o poder e a beleza da juventude.

Quase não sinto pena de Sócrates quando ele foi acusado de corromper a juventude.Há quem vai se tornar jovem só depois de passar no vestibular,há jovens que se enganam com o prazer da juventude,que não são drogas nem bebidas e há os que estão em busca desse tal prazer,desse privilégio jovial.

Mas como sinto pena destes "jovens" que se ocupam só com o trabalho,que é uma visão errada do famoso "primeiro as obrigações,depois a diversão".A verdade é que não se pode liberar demais - a nova geração é um bom exemplo daquilo que podia não dar certo e acabou dando pessimamente errado - e muito menos pressionar demais.Mas a essência da juventude talvez seja essa,resumida em extremos - ou se valoriza somente o trabalho,ou se glorifica somente os prazeres- equilíbrio para quê?

A minha juventude tem horários,dias e ocasiões.É bem cronometrada,mas o que eu queria mesmo era ser jovem para sempre,não jovem para o resto da vida - porque me agrada o sossego e serenidade dos idosos- mas inteiramente jovem enquanto sou jovem,jovem em todos os momentos da minha juventude.Como me aborrece sonhar com geometria molecular,gastar meus finais de semanas estudando e ainda assim ouvir que eu estou muito "festeira".

Mas ainda bem que existem as férias,para os jovens que,como eu,não foram exatamente jovens durante um semestre de estudos,e para os jovens que foram jovens o tempo em que deviam estar mais amadurecidos se amadurecerem (que maldade).O poder e a beleza da juventude se dão estritamente pela sua efemeridade e espontaneidade - o que se torna ambição de muitos,mas é inalcançável,pois só ocorre uma vez.

11 comentários:

Milena M. disse...

Olha, tô à beira dos 18 e de vez em quando me pego sentindo medo da velhice. Porque a juventude te dá tantas, mas tantas possibilidades. Concordo que tem as partes chatas, mas as poucas experiências adultas que tive me provaram que depois é bem pior.
Acho que se tem alguém que pode realmente mudar alguma coisa, somos nós. Por isso me revolto com tanto jovem imbecil que acha que ser jovem é só beber e se drogar. É completamente possível aproveitar a vida sem ser irracional. Aaah, acho seus posts muuito sábios!

Sobre as perguntas que você me fez no último post, não fiquei com família inglesa. Em Londres é muito mais comum ficar com imigrantes, você entende isso na primeira caminhada pela cidade. Tem gente de todos, absolutamente TODOS os cantos do mundo. É uma cidade multi-cultural, o que é fascinante. Minha família era uma senhora da África que tinha pais italianos e a filhinha dela, que era praticamente inglesa, já que mora lá a vida inteira.
E se a experiência foi mais positiva ou negativa? Cem por cento positiva! Foi a melhor época da minha vida e até os dias em que eu fiquei triste foram positivos, porque com eles eu aprendi muita coisa.
:* e desculpa pelo comentário enorme hehe

Letícia disse...

Sou bem caretinha e creio estar aproveitando bem a minha juventude. Em algumas noites eu bem penso que poderia estar em outro lugar e não em frente ao computador, mas não sei se valeria a pena trocar o conforto do meu cafofo pela choppada da faculdade. É tudo relativo, cada um aproveita como quer e não quer dizer que quem saia e beba mais esteja aproveitando mais!
Bjs!

Flá Costa * disse...

ah como eu também queria ser jovem pra sempre! espontaneidade falta (e muito!) pra muita gente.

que blog bonito o seu. visual lindo!

beijinhos

Gabriela F disse...

quero ser jovem pra sempre, rs.
indo o seu blog, to te seguindo.

disse...

que lindo... vc escreve muito bem... adorei o blog.

beijo

Lorena Rocco disse...

Odeio Geometria molecular, amo oscar wilde e pensei que ia ser mais jovem depois que passei no vestibular. pensei.

No mais, sou uma jovem senhora de 17 anos. e me acostumei a isso.
Hábitos que não mudam. ¬¬

adorei.
=*

Natália B. disse...

Penso que em todas as fases da vida, não importa qual, temos que buscar esse equilíbrio que você citou. Concordo plenamente quando você diz que vivemos uma juventude de extremos, mas sempre é hora de mudar!

Belo texto!
Beijos

Kaazinha Yamauchi disse...

escreve bem em, adorei o blog
bom texto!
beijos káh

A.S. disse...

Laís... tudo acontece no tempo certo!...


Beijos,
AL

Murillo Quintino disse...

Olá, gostei e me identifiquei muito com teu blog
Achei muito lindo
Gostaria de contar com tua visita
Abraço
E ótima semana

Murillo
http://in-conditional.blogspot.com

Bill Falcão disse...

Um dos melhores posts que já li em seu blog, Laís. E me fez pensar se, quando eu tinha sua idade, eu seria mais feliz, aproveitaria mais, se pudesse analisar as coisas como você fez aqui. Me deu uma certa nostalgia também. Seus posts fazem pensar, e isso é bom.
Bjoo!!